sábado, 6 de fevereiro de 2010

Poema do Silêncio

Silêncio é falta de palavras
Silêncio é falta de melodia
Silêncio é falta de cor
Silêncio é falta do dia
Silêncio é falta de vento
Silêncio é falta de ser
Silêncio é falta de ramos
Na árvore a crescer
O silêncio é sólido
O silêncio é o silêncio
O silêncio é o amor que oculta o ódio
O silêncio é o curandeiro sonhador
O silêncio é o amante
Quando caímos esgotados em sono
O silêncio é nosso dono
O silêncio é o bater do espírito
O rufar calado das emoções

Silencioso
Nos nossos corações.

1 comentário:

  1. O silêncio é um aconchego, aquele aconchego...

    =)
    Tu sabes!

    Obrigada*

    ResponderEliminar